02/04/2014

Daí

Um prato cheio de palavras
como numa colher de sopa
só sopro simples
o relento que não tem nome

Boca de fome
comendo as ideias dos
que tão de barriga cheia
a verdade é uma mentira feia

Deixando calada
a mesa farta sem ceia
abrindo um pouco do pensamento
Em tomar de quem tem

Centelhas...


André Luz Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário