14/03/2014

Banzeiro

Poesia Amazônica
Parece prece que me enverdesse
Flertes da palavra mata
Onde as ruas são rios
Desse banzeiro que me envolvo.
André Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário