10/10/2013

lá no furo do futuro

Tristeza, 
montada de minúsculos sentimentos 

se somam e traz a tona 
o olhar de sanhaço 
do peito dói

ocupações se ampliam

Encolho no calor da angustia

Como a roupa ao calor das águas espremidas
Traço um sorriso no horizonte da minha cara 

Esboço o astral comemorativo
enaltecendo minha sobrevivência 
Nada mais 

Mas lá

no fim do túnel em que passam os tormentos
vem um atípico trem da esperança
Não vejo

sinto a vibração
encosto seus ouvidos nos meus trilhos 
furando o futuro... 

André Luz Gonçalves


Nenhum comentário:

Postar um comentário