21/07/2013

Comes, cospes e serve-se.

Enquanto eu viro cuspe dum nobre prato
A comida estraga na panela dos anseios sem fatos

E esse dissabor de receio feio e desejo,
Fico a lavar os talheres a espera que me serves.

André Luz Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário