24/07/2013

Chão

Moço de carroça 
Com seu cavalo aliado
Seu chicote indomável
E sua velhice de sábio

Ritmo na ferradura pisada
Um cantada antiga de minha avó
Um fim de Serra nessa invernada
E o caminho segue pela estrada

André Luz Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário