13/06/2013

Rio

Muito legal descontrair do caos urbano:

Sobre mexer com mulher na rua, digo:
O homem tem as vezes um costume ruim e vergonhoso de mexer com as mulheres usando palavras pesadas, falando como se fosse ele superior e a mulher um objeto sujo e saboroso de uso, que não merece educação e cuidado. São uns Babacas de rua, covardes!

Mais tem outros geniais, deparei me há pouco com um entregador sorridente de água e gelo, em sua bike na Lapa, e vinham no mesmo momento três mulheres, o entregador de forma hilária bradou:
- Nooooossa. Avistei três lindas paisagens. ( olhando para as meninas que queriam atravessar a rua. O cara parou o transito pra elas passarem, e feito um menestrel ou algo que caiba, clamou com um tom saboroso).
- Pão de açúcar, que lindo! Corcovado, que beleza e a Pedra da gávea ali, que natureza exuberante! Completou dizendo: - A cidade assim é mais maravilhosa ainda.

As meninas claro, adoraram, riam de forma sutil completamente lisonjeadas. Todos pararam, alguns aplaudiram e outras invejaram o ir embora das meninas e o alto astral daquele cara.

Toda gracejo, toda cordialidade, carrega hum pouco de poesia.


Rio, capital da simpatia.

André Luz Gonçalves


Nenhum comentário:

Postar um comentário