21/05/2013

Sendo eu meu Deja vu


Ultima vez que perdi o pensamento
Me falei de paraíso
em chegar de leve
Do gosto de brevidade

Depois que não encontrei
Pareceu que perdi algo que nunca tive
Onde a falta era um passado ausente
Dor era dormente 

Desist(ir) de lembrar
Na veia a vérve de ter e ser
Contar saudade do que não há
Dizer minha "cada palavra" o que tem pra contar.

André Luz Gonçalves


Nenhum comentário:

Postar um comentário