14/04/2013

Egoísmo


Ser sua janela,
O mais belo Horizonte que vê,
O ocre das telhas arrumadas.
A serra ao longo em nuvens lambendo.

O Vento e
Todos os azuis.

O espreguiçar do olhar, suas pupilas.
A cama imã e suas ancas nuas,
Ser sua preguiça, o lençol que enrosca.
O conforto do suave algodão, as primeiras sensações.

Quero ser seu primeiro sorriso,
O contorce da bica, banhar em você feito água
Molhar se em completo abraço e
Escorrer-te os cabelos.

Depois de tanto desejos,
Voltar a mim em gozo.

Colar meu rosto ao teu,
Ser sua verdade.
O calor dos seus pensamentos,
A criação que imagina,
A alma de menina.

André Luz Gonçalves


Nenhum comentário:

Postar um comentário