21/11/2012

Desde de menino num tambor
Desde pequeno ouvindo e tentando entender o ritmo
Desde muito novo querendo por a mão na ciência do som
Mas gosto da palavra e esse amor é tanto que dói quando ela me mata
Esse sou eu, meu nome, pode ser qualquer hum desde que minha luz esteja nele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário