09/07/2012

Quem não?


Talvez eu seja um missionário, quem sabe um visionário cheio de utopias, ou um engenheiro fazendo funcionar o errado do jeito certo, quem sabe um carteiro correndo dos cães que ladram, um garoto de vida fácil, um ladrão de varais, um camelô cheio de piratarias, ou carregador de peso, até mesmo um carpinteiro que molda armários e portas de madeira, como de costume.
Quem sabe eu viva na roça com minha inchada e meus grãos crescendo pra relá a fome, quem sabe dirijo o meu mundo num prédio nobre no centro comercial da capital, quem sabe eu fui tudo isso ao mesmo tempo, se minha memória fosse boa eu saberia… nunca se sabe…
Talvez eu seja somente um sentimento, uma sensação que precisava ser extraída, a semântica, a cor da palavra, a imagem da sua dedução, quem sabe posso ser o que eu você quiser, quem não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário