20/07/2011


Arrumei a rede na sala ontem, hoje deitei e vim.

Soube de tanta coisa, como o Encontos de Cézar Ray Oliveira ter fechado a edição sem nenhum conto meu.
O dia hoje ser do amigo, primeiro me irritei com esse marco, mas lembrei de Marcos Serra, de Cézar, de Fernanda Morais, de Julio Metralha que me apareceu hoje cheio de imagens alegres, de Marcelo Borghi, do novíssimo amigo Moacyr Filgueira e veio também à nostalgia forte feito o dia dos amigos mortos, dos distantes, dos que me sacanearam, dos que sacaneei, as amizades que amamos cheias de paixão...

.... E por fim, todos os poucos que tenho achado abrigo no meu próprio coração, enfim...

Obrigado amigos, sem vocês eu nada seria!

Nenhum comentário:

Postar um comentário